Tecnologia

A radiação do seu celular é segura? Veja a lista dos smartphones que mais emitiram em 2023!

Estudo revela os smartphones com maior emissão de radiação em 2023.

Usamos bastante os nossos smartphones diariamente. Eles estão sempre ao nosso alcance, seja para conectar-se com alguém, verificar e-mails ou capturar momentos. No entanto, com o uso constante, surge uma preocupação crescente sobre a radiação emitida por esses dispositivos.

Lista de dispositivos que emitem mais radiação

A radiação de radiofrequência (RF), enquanto nos mantém conectados, também tem o potencial de afetar nossa saúde. É aqui que a Taxa de Absorção Específica (SAR) se torna um indicador crucial.

Recentemente, um estudo da Stocklytics trouxe à tona dados reveladores sobre os smartphones que emitem mais radiação.

  • Xiaomi Mi A1: SAR de 1,75 W/kg (ouvido) e 0,76 W/kg (corpo)
  • Xiaomi Mi Max 3: SAR de 1,58 W/kg (ouvido) e 1,42 W/kg (corpo)
  • Samsung A23 5G: SAR próximo a 1,5 W/kg para ouvido e corpo
  • Samsung Galaxy Z Fold 4: SAR de 1,30 W/kg (ouvido) e 1,51 W/kg (corpo)
  • Samsung Galaxy Z Fold 5: SAR de 1,24 W/kg (ouvido)
  • Google Pixel 3a e 4a: SAR entre 1,36 W/kg e 1,39 W/kg (ouvido)
  • iPhone 7 series da Apple: SAR de 1,36 W/kg a 1,39 W/kg (ouvido)
Veja:  4 coisas que o Android faz que o iphone ainda não consegue fazer

Para reduzir sua exposição à radiação, considere algumas práticas simples como usar fones de ouvido durante chamadas, preferir mensagens de texto e manter o smartphone longe do corpo quando possível. Além disso, escolher um modelo com um índice SAR mais baixo pode fazer uma diferença significativa no seu dia a dia.

Em regiões do mundo, os limites de SAR são tipicamente definidos entre 1,8 a 2,0 W/kg, designando aparelhos abaixo desses valores como seguros. No relatório, apesar das preocupações, todos os dispositivos analisados estavam dentro dos limites considerados seguros. Isso inclui também dispositivos mais recentes como o Samsung Galaxy Z Fold 5 e modelos do Google Pixel.

Com a chegada do 5G, as frequências mais altas utilizadas levantam novas questões sobre a segurança da radiação emitida. É imperativo que os fabricantes continuem a desenvolver tecnologias que não apenas avancem em desempenho e funcionalidade, mas também mantenham a segurança dos usuários em relação à exposição à radiação.

Ele é co-fundador do nosso site e um verdadeiro visionário em tecnologia e marketing digital. Com formação em jornalismo há 4 anos, ele combina sua paixão por comunicação com vasta experiência em escrita de blogs para compartilhar dicas práticas do dia a…